quinta-feira, 24 de julho de 2014

OS CHACRAS E A EVOLUÇÃO DE CONSCIÊNCIA ATRAVÉS DA MANDALA PESSOAL

Acervo pessoal - pintura de Marizilda Lopes



Para saber mais sobre a vivencia dos chacras e a consciência
Fragmentos extraídos do livro – Chacras e a evolução de consciência de Marizilda Lopes (em edição)

Chacra é a denominação sânscrita dada aos centros de força existentes no corpo astral do homem; também são chamados de rodas de energia. Quando despertam, eles tomam a aparência de uma flor (lótus) aberta, irradiante, colorida pela frequência da energia dessas pétalas.

Os chacras não são simples centros energéticos, mas também são centros de consciência. A esse respeito, esclarece Anagarika Govinda: "Enquanto que, de acordo com as concepções ocidentais, o cérebro é a sede exclusiva da consciência, a experiência iogue mostra que nossa consciência cerebral é apenas "uma" entre muitas formas possíveis de consciência, e que esta, de acordo com suas funções e natureza, pode ser localizada ou centralizada em vários órgãos do corpo. Estes "órgãos" que coletam, transformam e distribuem as forças que fluem através deles são chamados de chacras ou centros de força. Deles irradiam correntes secundárias de força psíquica, comparáveis aos raios de uma roda, às varetas de um guarda-chuva, ou às pétalas de um lótus".

Depois de destacar que os chacras são pontos nos quais as forças psíquicas
do corpo se interpenetram, situando-se a sede da alma nos pontos em que o mundo exterior e interior se encontram, conclui: "Por isso, podemos dizer que cada centro psíquico nos quais nos tornamos cônscios desta penetração espiritual torna-se a sede da alma, e que pela ativação ou despertar das atividades dos vários centros nós espiritualizamos e transformamos nosso corpo".

JUNG considera-os também centros de consciência: "uma espécie de graduação de consciência que vai desde a região do períneo até o topo da cabeça" (Fundamentos de Psicologia Analítica, Vozes, 1972, p. 26). Miguel  Serrano registrou uma conversa tida com JUNG sobre os chacras: "Os chacras, diz JUNG, são centros da consciência e Kundalini, a Serpente Ígnea, que dorme na base da coluna vertebral, é uma corrente emocional que une de baixo para cima e também de cima para baixo" (O Circulo Hermético - Hermann Hesse a C. G.JUNG, Ed. Brasiliense, 1970, p. 71). 
E reafirmou na conversação: "Os chacras são centros de consciência. Os inferiores são centros de consciência animal.

LOCALIZAÇÃO DOS CHACRAS - Os centros se acham situados nos vários corpos sutis. Temos, assim, centros etéricos, astrais, etc. Leadbeater faz sempre referência aos etéricos, mencionando, no entanto, os astrais. Satyananda estuda-os no corpo astral. Estas diferenças devem ser levadas em conta, porque uns são construídos com matéria etérica e outros com matéria astral.

Os chacras etéricos estão situados na superfície do duplo etérico (a cerca  de
seis milímetros da superfície do corpo físico). Os centros astrais estão geralmente situados no interior do corpo astral (Leadbeater).

JUNG, interpreta estes vários centros assinalando o grau de consciência de cada um deles:
  • Centro fundamental - mundo dos instintos - consciente.
  • Centro sacro - entrada no inconsciente - novo nascimento - batismo.
  • Centro umbilical – emoções – paixões - o inferno.
  • Centro cardíaco - começo do self – sentimento - pensamento e valores. Individuação.
  • Centro laríngeo - reconhecimento da independência da psique - pensamento abstrato – conceitos - produtos da imaginação.
  • Centro frontal - união do self no todo, não no ego.
  • Centro coronário - nirvana.
Este encontro permite experimentar, conhecer e penetrar nos chacras, para vivenciar a consciência que a eles está vinculada. Através de técnicas específicas em Arteterapia, movimento corporal, construção da mandala pessoal em cada chacra, o participante poderá encontrar na profundidade do seu interior, o caminho da luz que pulsa dentro de si mesmo.

É possível assim, viver os signos da luz ou seja, os caminhos que norteiam nossas vidas encontrados nos elementos terra, água, fogo e ar relacionados a determinados chacras. Sendo assim, esta vivência é marcante imprimindo em cada participante a noção de uma consciência que expande e evolui.

Para saber mais sobre o encontro dos chacras em 16 e 17/08/2014 em Porto Alegre:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

COMPARTILHE SEU COMENTÁRIO